A busca da Verdade

Na aula de Orientação Mediúnica, onde os alunos estão iniciando, o texto do Evangelho falou sobre “atirar pérolas aos porcos”. É necessário atentar para o fato de se espalhar o Evangelho para aqueles que têm o coração ainda duro, ligado à materialidade. Esse certamente é um terreno não fértil para a colocação dessas sementes.

Mas a história da pérola fez-me lembrar da primeira aula de evangelização de pais que dei no Lar de Frei Luiz há quase 10 anos. E essa primeira aula falava da “Busca da Verdade”. Quando se busca uma pérola no mar, o mergulhador precisa colocar uma roupa especial, precisa usar equipamentos que protegerão sua vida nessa busca.

Quando vamos buscar a pérola do Reino dos Céus dentro de nós, temos que fazer o movimento inverso ao mergulhador: temos que nos despir inteiramente de nossos preconceitos, ódios, indiferenças, orgulho e egoísmo a fim de encontrarmos a verdade pura desse Reino, que se encontra em nós mesmos.

Disse Jesus: buscai a verdade e ela vos libertará. Assim somos nós, buscadores da Verdade intrínseca de nossos espíritos. Assim somos nós, tateando pela obscuridade da nossa alma a fim de encontrar as mãos do nosso Mestre que nos sustentará e apoiará nesse árduo, porém doce, caminho de salvação.

E nessa busca há que se ter perseverança, empenho, vontade. Esses requisitos facilitam o caminhar.

Vamos caminhar, decididos, na busca do nosso Eu maior, identificando em nosso espírito a realidade da vida. Enquanto houver automatismos, pessoas robotizadas pelas agruras e escolhas da vida, seremos incapazes de nos melhorar e criar um mundo mais pacífico.

 

Anúncios

Vibração e Sintonia

Ontem, 18 de maio de 2008, falamos sobre a palestra dada pelo Dr. Paulo César Fructuoso sobre as reuniões de materialização do Lar de Frei Luiz. Alguns tópicos bastante interessantes foram de encontro aos assuntos que temos abordado há pelo menos 3 meses: vibração, frequência, sintonia, ondas. As pessoas que repararam bem puderam perceber e entender muito do que ele falou pois é de conhecimento de todos que as relações entre o plano material e o plano espiritual obedecem principalmente a esses requisitos (ainda faltam outros não menos importantes).

Dentre os tópicos que nos chamaram a atenção, separamos alguns para a nossa reflexão:

  • Vibração das células, fatores causadores de doenças, DNA;
  • freqüências vibratórias – Materialização;
  • Qualidades do fluido ectoplasmático;
  • Possibilidades espirituais – visão Raio-X, em nível celular;
  • Comprimento de ondas (do vermelho ao azul) – efeito doppler;

A vibração das células advém da sua formação através do DNA. O DNA determina tanto o posicionamento daquela célula quanto suas funções. As freqüências vibratórias permitem a materialização para o tratamento dos doentes. Os fluidos ectoplasmáticos em combinação (fluidos animais em conjunto com os da natureza) produzem uma energia neutra, que tanto pode ser usada para o bem quanto para o mal. Por isso, é necessário preparo físico e alimentar, além do moral para esse gênero de reunião.

As possibilidades do Espírito no tratamento de doenças são muito grandes. Ele tem o poder de enxergar em nível celular, tratando cada uma das células individualmente, o que não acontece na medicina tradicional; durante um dos atendimentos, o Dr. Frederick von Stein aplica luzes de diferentes cores e o Dr. Paulo César, tangido pela curiosidade, pergunta: “por que o sr. aplica luzes ora vermelhas, ora azuis?”. O Dr. Frederick responde: dependendo do problema da célula, eu aplico uma ou outra cor por causa da vibração.

Nesse sentido, viemos esclarecer o espectro de cores vermelho e azul que perfazem o efeito Doppler. A luz azul tem uma freqüência (ciclos de onda por segundo) que é muito próxima da frequência de ressonância dos átomos, ao contrário da luz vermelha. Logo, a luz azul movimenta os elétrons nas camadas atômicas da molécula com muito mais facilidade que a vermelha.

Durante a dispersão da luz vermelha nas moléculas ocorre o fenômeno de interferência destrutiva em que a onda principal se subdivide em várias outras de menor intensidade e em todas direções, porém mantendo a energia total conservada.

Isso permite que nós compreendamos o porquê da luz vermelha ser utilizada nas salas de tratamento e o fato dela “queimar” o ectoplasma negativo, não interferindo no ectoplasma positivo.

Daí concluímos que em qualquer movimento de ódio, mágoa, ressentimento, egoísmo, ciúme ou orgulho, a aura toma a tonalidade vermelha, porque está em processo de afastamento da Vibração Divina, que é o Amor. E também o contrário: qualquer ato de amor, em qualquer ponto da escala, dá à aura a coloração azul, porque aproxima da Divindade que é Amor.
Logicamente, entretanto, quanto menos espiritualizado o amor, mais escuro o azul; quanto mais espiritualizado o amor, mais claro o azul, porque o ato, de acordo com sua espiritualidade maior ou menor, faz tornar-se mais leve ou mais pesada a densidade específica do corpo espiritual. [1]

  • Sintonia espiritual (médiuns que se reuniam e não conseguiam seu intento – a entidade provoca o médium: como ele se comportava, qual sua forma de falar, etc.);
  • Salto quântico – princípio da incerteza de Heisenberg – elétron salta de uma órbita a outra gerando um “quantum” de energia (conversão matéria-energia)

A sintonia espiritual é determinante para o sucesso de uma reunião de materialização para curas espirituais. Mas ela é determinada não somente pelo preparo do ambiente e preparo dos médiuns. É necessário que os médiuns exercitem em suas vidas a reforma moral, a modificação dos seus pensamentos, o exercício da caridade pura. E isso se resume em duas palavras: REFORMA ÍNTIMA!

 

 [1]Cf. C.T. Pastorino in Técnica da Mediunidade, págs. 96-99